Batman: O Cavaleiro das Trevas Parte III

 

GalleryComics_1920x1080_20151125_DKIII_MASTER_RACE_1_5643abb8885ae1.61493497

“Em 1986 Frank Miller revolucionou, não só as histórias do Batman, mas dos quadrinhos em geral com sua obra mais expressiva: “O Cavaleiro das Trevas”. Trama madura e soturna que definiu um novo tom para o morcego. Seja nos jogos da franquia Arkham ou no último filme do herói no cinema, diversas mídias adotaram essa personalidade sombria do vigilante idealizada por Miller. Outra edição dessa série clássica foi lançada em meados de 2001, mas não repercutiu tão bem quanto a original e finalmente esse mês, temos o primeiro volume da nova fase da série, intitulada: “Raça Superior”.

Finalmente um dos maiores lançamentos do ano já pode ser encontrado nas bancas e sites especializados; O Cavaleiro das Trevas III traz novamente o consagrado Frank Miller no roteiro, junto com Brian Azzarello, principal encarregado da história. Já na arte temos Klaus Janson, esse conhecido dos dois trabalhos anteriores. Além de Andy Kubert e Brad Anderson. A primeira edição foi lançado no início de Maio pela Panini. O volume 1 apresenta 32 páginas da história principal e uma pequena HQ paralela anexada, sendo essa primeira mini-história sobre o Átomo, devendo variar para outros heróis conforme as demais publicações, que no total serão 8. Preço sugerido 9,90 R$ para cada volume.

Apesar do primeiro volume ser breve, assimilamos algumas características que devem prevalecer até o final. Podemos perceber uma formação clara de 3 arcos iniciais, o retorno de Batman as ruas, após o hiato de alguns anos. A Mulher-Maravilha que luta pelas amazonas no seu território original, essa com seu segundo filho. E Lara-El, primeira filha do Superman e da Mulher-Maravilha nessa realidade criada por Miller. Logo no início podemos observar a repercussão da mídia sobre o retorno do morcego, através de pequenos quadros mostrando vários programas televisivos, característica comum do primeiro Cavaleiro das Trevas e que tenta ser evocada aqui novamente. Batman, por algum motivo, tem atacado os policiais de Gotham e uma nova comissária investiga o evento, enquanto a história de Diana ainda parece estar indefinida, sua filha Lara vai até a Fortaleza da Solidão, visitar alguém importante.

 

download (1)

Os traços de Kubert são atuais e não fogem muito dos outros trabalhos do autor, a finalização de Janson é mediana e o trabalho com as cores está longe do primeiro Cavaleiro das Trevas. É visível que Miller funciona como um idealizador aqui, e Azzarello está encarregado da parte principal do enredo, apesar dos seus ótimos trabalhos anteriores como: Lex Luthor e Mulher-Maravalha; o roteiro do primeiro volume de DKIII é mediano e com diálogos que pouco ousam. Concluindo que, por hora, tanto arte como roteiro muito se assemelham com os demais quadrinhos lançados comercialmente, compartilhando do mesmo bom padrão da maioria, porém ainda está longe da obra original que consagrou Frank Miller nos anos 80.

 

Capa Da Edição Nacional
Capa Da Edição Nacional

 

Compre a nova HQ:

Link

 

Compre Cavaleiro Das Trevas Edição Definitiva:

Link

Renan Gonçalves

Geek assumido. Historiador, assíduo leitor, consumidor de cultura pop (o pop não poupa ninguém). Apaixonado por dinossauros e filmes desde que vi Jurassic Park no cinema! O filme que me desvirginou em 93. Fã de carteirinha de James Bond, desde que vi ele saindo com várias mulheres em todos os filmes, mas ele não me desvirginou (Eu acho). Apelido NAN ou Gaúcho, pois uso nó maragato e até de ginete algumas vezes!