[Especial] Nintendo e a sua História – Parte 1

A Nintendo tem 127 anos, mas faz apenas 35 que ela é da forma que conhecemos, vamos dar os parabéns?

Este ano a gigante do entretenimento comemora o aniversário de 35 anos de jornada no universo dos games, entre bons e maus bocados, mas sendo a Nintendo de sempre. Essa série te contará um pouco mais de sua trajetória. Uma empresa muito querida e importante para quase todos que gostam de jogos hoje em dia.

Se você é novo, ou não conhece bem a marca Nintendo e o peso dela, sua influência e o começo de tudo, eu lhes conto:

Nintendo, empresa nipônica, sediada em Kyoto, fundada em 22/09/1889 que como atividade principal fabricava jogos tradicionais de cartas chamados Hanafuda. Existe uma forte teoria de que Nintendo seja uma expressão que significa ‘Deixe a sorte para o céu’, mas faltam evidências para suportar essa teoria, uma vez que a Nintendo nunca negou nem confirmou. A primeira sede da empresa foi construída em 1917, por Fusajiro Yamauchi, fundador da mesma. A próxima mudança só ocorreria em 1933, quando a empresa estabeleceu uma Joint Venture, já com o genro de Fusajiro no comando, Sekiryo Kaneda, mudando assim o nome da empresa para Yamauchi Nintendo and Co.

 

O próximo na sucessão foi seu neto, Hiroshi Yamauchi, bisneto de Fusajiro. A nova grande parceria ocorreu em 1950, junto de Walt Disney, para licenciar a produção de cartas, usando as imagens dos personagens Disney, que se consagravam na época. Em 1960 a Nintendo passa sua primeira grande crise, devido à falta de foco de seus novos administradores, que investiram de redes de motéis a marcas de arroz instantâneo (sim, igual miojo, mas arroz).

Fusajiro Yamauchi
Fusajiro Yamauchi
Gunpei Yokoi
Gunpei Yokoi
Hiroshi Yamauchi
Hiroshi Yamauchi

 

 

 

 

 

 

Durante a década de 70, Atari e Bandai com os fliperamas e jogos eletrônicos desferiram mais um grave golpe para a já apreensiva Nintendo, que resolve apostar no talento de um criador inspirado para entrar no novo e competitivo ramo de entretenimento, lançando seu primeiro aparelho de jogos eletrônicos no mercado, desenvolvidos por ninguém menos que Gunpei Yokoi (voltaremos a este nome, lembrem dele!), chamados Game & Watch. Portando uma tela de cristal líquido, e vindo em vários modelos com jogos diferentes, logo o aparelho alcançou o sucesso.

 

Após o pontapé inicial de Gunpei Yokoi, a Nintendo declara a entrada oficial no ramo dos jogos eletrônicos.

Crescendo exponencialmente no oriente, a Nintendo tenta trazer para os Estados Unidos seus jogos, porém a primeira tentativa foi um tiro pela culatra e quase causou um dos maiores buracos na empresa.

Eis que em 1977 é contratado um designer, cargo até então pouco comum na indústria, que se reservava a programadores e poucos outros profissionais. Foi a ele confiada a difícil tarefa de salvar milhares de fliperamas encalhados com um jogo que não emplacou (Radar Scope) e usar as mesmas máquinas para desenvolver um novo jogo, e salvar a companhia.

 

Shigeru Myiamoto, um artista de talento inquestionável, aceitou a missão, e em 1981 decidiu usar os poucos sprites e cores disponíveis, para contar uma história, sobre personagens. Assim nasceu a primeira (e simples) narrativa contada em um jogo de vídeo games. O jogo em questão chamava-se Donkey Kong, e trouxe personagens incríveis que mudariam a empresa pra sempre. Apenas um adendo, o jogo em si, foi uma segunda adaptação, já que a ideia original seria usar os personagens de Popeye, mas como as negociações falharam, conhecemos o grande gorila e o encanador bigodudo, que naquele tempo se chamava Jump Man.

 

 

 

 

 

 

 

 

Então chegamos no final do primeiro ESPECIAL da Nintendo. Fiquem por dentro de nossas notícias e nos acompanhem nessa magnífica história de uma das maiores empresas de consoles e jogos eletrônicos da atualidade.

Thales Figueiredo

Um geek vidrado em jogos, filmes, séries, músicas, livros, HQ’s e diversas coisas relacionadas a esse mundo. Cientista da computação, web designer, músico nas horas vagas, geminiano e tremendo sonhador. Aceita com facilidade ofertas de café.