As cidades perdidas de Uncharted: Shambhala

“Uncharted 2: Among Thieves, trouxe uma das mais intrigantes cidades perdidas, Shambhala. O fascínio pelo local está ligada a sua recorrente aparição em diversas religiões e filosofias orientais; entre elas, o budismo e o hinduísmo. Durante séculos, povos de todo oriente dão continuidade a lenda, através da história oral, garantindo que a cidade mantenha-se viva até os dias de hoje”

uncharted-2-shambhala
Shambhala representada em Uncharted 2: Among Thieves

São vastas as lendas acerca da mítica cidade de Shambhala, e algumas variações são perceptíveis conforme o povo que propaga as histórias. Há duas vertentes principais quando tratamos a respeito de sua localização; a teoria mais divulgada, parece ser dos monges tibetanos, que acreditam que o reino esteja localizado em algum lugar na Cordilheira do Himalaia, porém, só os “bons homens” poderiam ver e consequentemente acessar o lugar. Outras possíveis localizações apontam uma proximidade com a Sibéria e até mesmo com o Deserto de Gobi. A outra vertente sugere que Shambhala é um lugar no seu interior, tão somente alcançado por uma iluminação pessoal, através da meditação Kalashakra (Meditação de alta classe) e disciplina; como é descrito no Tantra, uma filosofia hindu, ainda anterior ao budismo tibetano e que contém menções primarias sobre a cidade. O local também é associada com outro reino mítico, o de Agharta, da qual Shambhala seria capital. Esse imenso reino é tratado no budismo, taoismo e hinduísmo; sendo constituído por oito cidades de também natureza mística. O 14° Dalai Lama, através do seu estudo do Kalashakra, afirmou que Shambhala não se trata de um lugar físico, como podemos constatar através dessa declaração:

“Embora aqueles com afiliação especial podem realmente serem capazes de ir para lá através da sua ligação cármica, no entanto, não é um lugar físico que podemos realmente encontrar. Nós só podemos dizer que é uma terra pura, uma terra pura no reino humano. E a menos que um tem o mérito e a associação cármica real, não se pode realmente chegar lá.”

Outro nome comum para Shambhala, é Shangri-la, termo usado pela primeira vez no romance “Horizonte Perdido”, de James Hilton (1933), romance que ganhou uma excelente adaptação para o cinema em 1937 pelas mãos de Frank Capra, confira mais informações sobre o filme aqui. Shambhala é uma palavra em sânscrito, com a tradução aproximada de “Lugar de Silêncio”. Porém o local é denominado de várias formas, entre elas, temos as antiquíssimas escrituras tibetanas Bön, que falam de uma terra similar chamada Olmolungring. Terra dos Deuses Vivos, Terra do Fogo Vivo e Terra Proibida, também fazem parte das nomenclaturas. Alguns hindus falam sobre Aryavartha ( a terra para quem for digno). Enquanto os chineses conhecem como Hsi TienBelovoyde também é uma ocorrência na Rússia. Embora na Ásia; o termo em sânscrito seja o mais divulgado: Shambhala, Shamballa ou Shangri-la. Alguns textos hindus, tal qual o Vishnu Purana, aponta Shambhala como o local de nascimento de Kalki; a última encarnação de Vishnu, que supostamente traria uma nova era de ouro para humanidade. A cidade está diretamente associada com deuses de diversas culturas orientais, incluindo Buda, que teria entregado os escritos sagrados do Kalachakra Tantra para um dos reis de Shambhala. 

textoemtantro
Texto Tantra traduzido para o chinês
mapatibet
Mapa do Tibet
mapashambhala
Esquema interessante apresentando Agartha como um mundo subterrâneo

Tanto a natureza mítica, quanto as promessas de iluminação e conhecimento contidas nas lendas, atraíram o interesse de diversos grupos; incluindo os soviéticos e nazistas, interessados pelo suposto poder que poderiam obter com o achado. O que nos leva a plot de Uncharted 2: Among Thieves, onde Nathan busca pela Cintamani Stone, pedra que concederia um grande poder para quem a encontrasse, busca essa que acaba culminando em Shambhala. O jogo também traz o famoso nome de Marco Polo, o explorador de Veneza que passou grande parte de sua vida no oriente, trazendo uma riquíssima variedade de relatos para o ocidente. Polo serviu na corte de Kublai Khan, neto de Gengis Khan. Segundo o game, Marco Polo teria encontrado Shambhala em sua vasta exploração pelo oriente. Um fato improvável, pois o explorador não faz menção alguma em seus relatos, embora tais relatos ainda sejam motivo de grandes controvérsias a respeito da sua veracidade.

Marco Polo
Marco Polo

Relacionados: Série Marco Polo da Netflix.

Edições anteriores: Libertalia, Iram dos Pilares.

Compre Uncharted Collection: ShopB 

Fontes

Livro: Le Page, Victoria. Shambhala: The Fascinating Truth behind the Myth of Shangri-La.

Artigo: Ancient Origins

 

 

Renan Gonçalves

Geek assumido. Historiador, assíduo leitor, consumidor de cultura pop (o pop não poupa ninguém). Apaixonado por dinossauros e filmes desde que vi Jurassic Park no cinema! O filme que me desvirginou em 93. Fã de carteirinha de James Bond, desde que vi ele saindo com várias mulheres em todos os filmes, mas ele não me desvirginou (Eu acho). Apelido NAN ou Gaúcho, pois uso nó maragato e até de ginete algumas vezes!