The Night Of: Review

The Night Of promete ser mais uma produção que levanta questionamentos ao sistema legal americano, visitando temas que normalmente estão intimamente relacionados às falhas processuais, tais como o preconceito – aqui representado pela hostilidade aos árabes e muçulmanos – e condutas questionáveis na investigação.

A produção conta com roteiro do renomado Steven Zaillian (A Lista de Schindler), que também dirige a maior parte dos episódios, e do escritor e roteirista, Richard Price (The Wire). Vale comentar que esse projeto foi originalmente planejado para estrear em 2013 e contaria com James Gandolfini (The Sopranos) no papel do advogado porta de cadeia, Jack Stone. Com o falecimento de Gandolfini, a decisão foi de dar continuidade ao projeto em honra ao ator – grande entusiasta do projeto – que hoje leva créditos póstumos como produtor executivo do show. O nome de Robert De Niro chegou até ser cogitado para substituí-lo, mas ‘conflitos de agenda’ impediram-no e John Turturro assumiu o papel do advogado.

The_Night

Na série, Nasir ‘Naz’ Khan(Riz Ahmed) é um jovem americano filho de pais paquistaneses que parece levar uma vida bastante tranquila e regrada. Morador do bairro Queens em Nova York, ele é tutor de um atleta em sua faculdade e de uma ida ao vestiário do time de basquete nasce um convite inesperado para ir a uma festa. Em uma noite em que Naz parece disposto ultrapassar todos os limites a que se impõe, ele vê o que parecia um sonho improvável transformar-se em um verdadeiro pesadelo. Seus problemas começam quando ele decide pegar o táxi do pai (escondido, obviamente) para ir à festa em Manhattan, mas se vê incapaz de seguir seu destino e não nega corrida a uma belíssima jovem que entra em seu carro.

A noite termina na casa da intrigante jovem e Naz entrega-se a ela, suas drogas, bebidas e jogos perigosos. Há uma lacuna de acontecimentos não mostrados que cobrem exatamente o período pós-sexo do casal e o frio assassinato de Andrea(Sofia Black D’Elia). Naz desperta na cozinha da casa após um ‘apagão’ e quando procura pela jovem, encontra seu corpo brutalmente esfaqueado na cama. A partir daí acompanhamos seu desespero e uma série de decisões equivocadas que o colocam cada vez mais como o suspeito óbvio daquilo tudo. Não bastassem todas as provas biológicas de sua presença ali e da interação que teve com a vítima, há também a faca com a qual ele a cortou na ‘brincadeira’ encaixando-se perfeitamente como a arma do crime.

Naz-Andrea-The-Night-Of

A série também transmite bem toda essa ansiedade que precede os momentos em que ele pode ser pego e desmascarado pela polícia. Em seu desespero Naz arromba a porta da casa para pegar a chave do carro que havia esquecido, ele desperta a atenção de um vizinho que acompanha seus movimentos suspeitos pela janela. Como Naz já havia sido visto na porta da casa com Andrea, a polícia encontrou testemunhas que o colocam entrando e saindo da cena do crime.

O detetive Dennis Box (Bill Camp) que investiga o caso sem mostrar posicionamento, mas com uma inteligência que o faz ser o melhor na investigação do caso. Os embates entre eles e todo o jogo psicológico e manipulador do detetive para fazê-lo confessar. No lado oposto, o advogado Jack Stone (John Turturro) que se envolve no caso seguindo apenas o seu instinto, mas que também mostra tamanha inteligência e conhecimento dos procedimentos que podem livrar Naz pelo menos por enquanto desta situação. O nome de Box como detetive do caso pareceu deixá-lo receoso, mas provavelmente, mais desafiado.

the night of 00

Toda cena de crime é um verdadeiro quebra cabeça e Naz está presente em praticamente todas as peças. Resta a ele e seu advogado trabalharem em busca da lacuna perdida, pois a acusação não se esforçará para desvendar questões as quais acredita já ter as respostas. Ainda que as respostas estejam erradas, elas são absolutamente críveis.

Para o encerramento do episódio. Após acompanharmos a agonia da família de Naz frente ao seu sumiço, vemos seu pai ser desolado pelo peso da palavra ‘Assassinato’. A trilha sonora do momento em que ele deixa a casa e contempla com os pés descalços, na rua, que seu táxi também não está lá ressalta ainda mais a força da cena.

Os próximos episódios irão ao ar nos domingos às 22h na HBO, e são simultâneos com os Estados Unidos.

 

Lucas Pellegrin

Um geek louco cursou Administração de Empresa, fã de games em geral, viciado em series, filmes e animes, amante de uma boa cerveja e um bom papo de buteco.