[ESPECIAL] Dia Mundial do Rock n’ Roll e vida longa ao rei

Hoje é o famoso Dia Mundial do Rock, mas você sabe o porque da comemoração no dia de hoje? Caso não saiba, ligue o som, coloque um Led Zeppelin – Rock n’ Roll e leia essa matéria.

13 de Julho, Dia Mundial do Rock, mas esse “dia mundial” só é comemorado no Brasil. EXATAMENTE! Só no Brasil. Passou a ser celebrado em meados dos anos 1990, quando duas rádios paulistas dedicadas ao rock (97 FM e 89 FM) começaram a mencionar o dia de hoje em sua programação, na qual foi aceita amplamente pelos ouvintes e, em alguns anos, passou a ser conhecida no país e, como surgiu no Brasil, esse seria o motivo de ser ignorado pelo resto do mundo.

Em outros países não tem uma data específica para comemoração ou têm até outras datas. Um exemplo disso, nos EUA, eles comemoram no dia 9 de Julho, em homenagem ao “American Bandstand“, de Dick Clark, e estreou nesse dia. Foi um programa de TV que ajudou a popularizar o rock n’ roll no país.

Em outros lugares, alguns especialistas em música contestam e até escolhem outros dias. Alguns sugerem outras datas que consideram mais significativas, como por exemplo, o dia 5 de Julho de 1954, quando Elvis Presley gravou uma versão mais rápida de That’s All Right, um clássico Blues. Outros consideram o dia 9 de Fevereiro de 1964, na qual foi o dia em que o The Beatles se apresentou pela primeira vez nos EUA.

 

 

SENTA QUE LÁ VEM MAIS HISTÓRIA

 

Voltando para o dia 13 e indo para o ano de 1985, Bob Geldof organizou o Live Aid, que foi um show simultâneo em Londres(Inglaterra) e na Filadélfia(Estados Unidos) que tinha como objetivo principal o fim da fome na Etiópia. Foi um grande evento pois além de ser simultâneo em dois países e com um propósito importante, contou com grandes bandas e artitas famosos, como Led Zeppelin, Dire Straits, Queen, The Who, U2, Paul McCartney, Scorpions, Mick Jagger, Sting, BB King, David Bowie, Phi Collins (que inclusive tocou nos dois países), Eric Clapton, Black Sabbath, Madonna, Joan Baez e Status Quo.

 

Curtiram um pouco do que foi o show do Queen no evento? Esse e os demais shows foram todos transmitidos pela BBC ao vivo em diversos países e abriram os olhos do mundo para a miséria vivida pelo continente africano.

Nos dias 2 e 6 de Julho de 2005, avançando um pouco no tempo, ocorreu novamente uma série de shows, só que dessa vez nos países integrantes do G8 e África do Sul. O evento foi organizado novamente por Bob Geldof e ocorreu antes do 31º encontro do G8 em Julho de 2005, coincidindo com o 20º aniversário do Live Aid. Nesse evento, Bob disse que o evento deu aos organizadores um mandato para exigir o fim da pobreza na África. Mais de 140 canais de TV e cerca de 400 estaçõe de rádio transmitiram os concertos que também estiveram disponíveis na internet.

Umas das atrações mais incríveis foi a reunião do Pink Floyd, que tocou no Hyde Park, em Londres, com a formação clássica desde 1981, onde Roger Waters e David Gilmour brigaram.

 

 

No final das contas, o dia 13 de Julho, diante de várias histórias que o rock pôde nos oferecer, é o dia perfeito para ser considerado o Dia Mundial do Rock, pois uma causa como essa e a mobilização que causou na época foi muito importante e que deve ser lembrado não só como esse dia, mas como o dia em que nações se juntaram para uma causa muito maior.

Confiram ainda hoje uma lista que faremos com nossas recomendações para passar o dia ouvindo um bom rock n’ roll.

 

 

Thales Figueiredo

Um geek vidrado em jogos, filmes, séries, músicas, livros, HQ's e diversas coisas relacionadas a esse mundo. Cientista da computação, web designer, músico nas horas vagas, geminiano e tremendo sonhador. Aceita com facilidade ofertas de café.