O Justiceiro | Jon Bernthal revela seu processo de construção do personagem

Jon Bernthal esteve presente na New York Comic-Con e revelou ao público mais detalhes sobre sua preparação para viver o Justiceiro na segunda temporada de Demolidor e em sua vindoura série solo.

O ator afirmou: “Eu gosto de assistir de tudo e leio de tudo, qualquer coisa em que consigo colocar minhas mãos. Amo ‘Dirty Laundry’, vocês já viram esse? Assim que você consome tudo que pode, meu método é tornar o mais pessoal o possível. Foi um grande prazer assistir tudo isso”.

Dirty Laundry se trata de um curta-metragem de 10 minutos onde o personagem é vivido por Thomas Jane, também responsável por interpretá-lo no longa de 2004. Confira abaixo:

 

O nova produção da Netflix conta com o retorno de Bernthal e foi confirmado que Ben Barnes (Príncipe Caspian de As Crônicas de Nárnia) viverá Billy Russo, conhecido também como o vilão Retalho. Russo será adaptado de maneira diferente, sendo o melhor amigo de Frank Castle em sua época de Forças Especiais e não o mafioso sádico conhecido dos quadrinhos.

Também foram confirmados os atores Ebon Moss-Bachrach e Amber Rose Revah. O primeiro será o personagem Microchip, um antigo analista da NSA que possui informações valiosas para Castle e se torna seu ajudante posteriormente. Já Rose Revah interpretará Dinah Madani, uma agente da Homeland Security altamente trainada que busca pôr um fim às ações do Justiceiro.

Novas fotos foram divulgadas mostrando Frank ao lado de Karen Page (Deborah Ann Woll) – confira.

Marvel confirmou que a série estreará em 2017, ainda sem uma data específica.

Pedro Ornellas Ribeiro

Apenas um cara comum que é considerado estranho por ter lido 3 edições dos Dicionários dos Cineastas e se lembrar do ano de lançamento, nomes e obras de diversos diretores quando era menor. (Ok, isso é um pouco estranho mesmo) Publicitário, mas que sempre quis trabalhar com cinema. Acredita que as pessoas não são ruins, elas só estão perdidas. Talvez por isso ainda acredite em super heróis. Acredita que o mundo não é binário. Por isso, gosta tanto da DC quanto da Marvel, assim como Star Wars e Star Trek. Ama cinema blockbuster, mas não abre mão de poder assistir um filme alternativo sempre que puder. Não gosta de café. Futebol, política e religião se discutem sim, mas sempre numa boa. Ah, filme favorito? Tubarão (1975), do Spielberg.