Daniel Craig muda de ideia e afirma que “ser Bond é o melhor trabalho do mundo”

Após diversas declarações onde afirmava que não desejava interpretar James Bond mais uma vez, preferindo até mesmo “cortar os pulsos” a fazer um novo filme, Daniel Craig parece ter mudado de ideia. Em nova entrevista, quase um ano após o lançamento do último longa da franquia, 007 Contra Spectre, Craig comentou sobre a repercussão de suas últimas falas durante o New Yorker Festival.

Eles falam que essas coisas ficam marcadas e aquilo definitivamente ficou. Foi o dia depois do fim das filmagens (de Spectre). Eu estava distante de casa há mais de um ano. Boo-hoo. É um bom trabalho. Eu gostei. Pelo que eu saiba, tenho o melhor trabalho do mundo. Vou continuar o fazendo contanto que ainda me divirta e me empolgue. Se eu fosse parar, sentiria muita saudade”.

Rumores recentes apontavam que Tom Hiddleston e Idris Elba eram os favoritos para assumir o posto. Entretanto, as declarações de Craig e também de produtores da série dão a entender que o ator ainda pode retornar para um eventual quinto filme.

Pedro Ornellas Ribeiro

Apenas um cara comum que é considerado estranho por ter lido 3 edições dos Dicionários dos Cineastas e se lembrar do ano de lançamento, nomes e obras de diversos diretores quando era menor. (Ok, isso é um pouco estranho mesmo) Publicitário, mas que sempre quis trabalhar com cinema. Acredita que as pessoas não são ruins, elas só estão perdidas. Talvez por isso ainda acredite em super heróis. Acredita que o mundo não é binário. Por isso, gosta tanto da DC quanto da Marvel, assim como Star Wars e Star Trek. Ama cinema blockbuster, mas não abre mão de poder assistir um filme alternativo sempre que puder. Não gosta de café. Futebol, política e religião se discutem sim, mas sempre numa boa. Ah, filme favorito? Tubarão (1975), do Spielberg.