[RobotTips] Heroes of the Storm, de graça e sem tempestades

Heroes of the Storm é o LoL da Blizzard! E fim de papo!” Algum Redator.

Geralmente, o crédito vai para quem cria, e quem copia só tenta alcançar o sucesso, mas Heroes of the Storm consegue superar o original para jogadores que não estão interessados em fazer um curso de pós-graduação só para poder jogar um videogame.

Peraí, você já sabe o que é um MOBA, tipo LoL?

Em resumo é o seguinte: Cada equipe tem uma base, e as bases das duas equipes são ligadas por 3 caminhos. Nesses caminhos, cada equipe também tem algumas torres que dão tiros em quem chega perto.

O tempo todo, cada base manda alguns soldadinhos pelos caminhos para tentar destruir as torres e a base inimiga, porém, eles têm o mesmo poder, e se nada for feito eles se matam no meio do caminho sem progresso algum.

Aí é que entram os personagens dos jogadores, que são super-personagens, capazes de dar um pau fácil nos soldadinhos e precisam de muita estratégia para bater nos super-personagens dos outros jogadores. Quando um personagem jogador morre, ele fica um tempo de castigo e respawna na base de novo. Ganha quem conseguir destruir a base inimiga primeiro.

Voltando para o HotS… Nah, eu tenho que falar do LoL antes.

Quem joga LoL tem que gastar muito tempo estudando os personagens para evoluí-los da melhor maneira possível, de acordo com a estratégia de cada um (personagens podem evoluir de diferentes maneiras). Já no HotS, as decisões são mais fáceis, na qual, com alguns minutos de jogo você já saca qual é a do personagem e pode facilmente pensar em uma estratégia de evolução.

Outra grande diferença é que cada cenário de jogo tem missões instantâneas que podem ser cumpridas para causar dano mais rápido nos caminhos inimigos. Por exemplo, na fase do porto, você tem que arranjar moedas para pagar o pirata-fantasma, e ele manda bala de canhão nas torres inimigas. E se você mata um adversário você rouba as moedas dele.

 

Tem os mercenários também. No LoL tem uns monstros neutros que se mata para ganhar XP, no HotS, quando você derrota esses monstros, você os recruta, e eles vão pra cima dos adversários.

Um detalhe importante: A equipe ganha experiência junta. Não tem aquela de ficar farmando mob só pra evoluir o seu personagem e deixar de lado a estratégia de equipe. Ficar focado só na briga também não é tudo, não é raro uma equipe ganhar mesmo tendo perdido mais brigas.

E o mais importante, o jogo é muito divertido. Os personagens são carismáticos, ficam comentando os lances durante o jogo, e a dublagem da Blizzard é excelente! Muitas piadinhas localizadas e muitas pilhas no jogador quando determinados eventos ocorrem no jogo.

Fiquem agora com um gameplay da turminha do zoeira:

 

E aqui está um não gameplay do champz que tentou jogar seu lolzinho depois de trabalhar a manhã inteira:

 

Existe também um guia de etiqueta para se comportar quando presenciar alguém jogando LoL:

 

Ficou interessado? Quer jogar?! Clique aqui para acessar o site da Battle.net e se divertir nesse game… DE GRÁTISSSSSSSS…

 

Roj Ventura

Roj Ventura foi, em 2001, responsável pelo experimento social "Predacolândia", realizado em um tanque de 500 litros com diversos animais de água doce. O projeto era pay-per-view, mas a revolta de vários grupos ecológicos levou ao encerramento do experimento em 2004, com a liberação dos animais sobreviventes no Clube de Campo de Catanduva (que foi interditato no mesmo ano, sem divulgação da causa, pelo Departamento Estadual de Zoonoses). Por motivos federais, Roj Ventura mudou-se para o exterior (provavelmente algum país da América Latina) e aguarda a finalização das investigações da "Operação Tucumã" para poder voltar ao país.