Batman | Scott Snyder garante que trará história “enorme e louca” para 2017

Em entrevista com o ComicBookResources, Scott Snyder Greg Capullo, respectivamente o roteirista e artista responsáveis pela HQ mensal do Batman, afirmaram que estão preparando um evento centrado no personagem em 2017, prometendo uma história enorme, louca e comemorativa.

Greg diz que essa é nossa ópera de rock heavy metal do Batman. Vai ser uma história grande, épica, com armadura flamejante do Batman, uma peça final para as coisas que já fizemos com ele. Está tudo planejado” disse Snyder, que está escrevendo All-Star Batman atualmente para as sagas de relançamento Rebirth da DC Comics.

Acima de tudo, o que eu quero que ela seja para os fãs é algo que não tem o sentimento de um evento que já vimos antes. Eu amo eventos da DC. Eles são doidos e maravilhosos, mas geralmente eles se referem à continuidade, ou eles são sobre onde a linha editorial está naquele momento. O que eu quero é que esta história seja diferente. Eu quero que ela seja construída por conta das histórias acontecendo agora e criando novo material e dando a todos um lugar para contar histórias que se encaixam o que eles estão fazendo em seus livros, e que seja moderna e diferente e acima de tudo, divertida. Eu não quero que essa história seja sombria. Eu não quero que seja sobre super-heróis discutindo algo. Super-heróis não vão lutar contra super-heróis. Eu quero que essa história seja comemorativa, e enorme, e louca,” concluiu.

Pedro Ornellas Ribeiro

Apenas um cara comum que é considerado estranho por ter lido 3 edições dos Dicionários dos Cineastas e se lembrar do ano de lançamento, nomes e obras de diversos diretores quando era menor. (Ok, isso é um pouco estranho mesmo) Publicitário, mas que sempre quis trabalhar com cinema. Acredita que as pessoas não são ruins, elas só estão perdidas. Talvez por isso ainda acredite em super heróis. Acredita que o mundo não é binário. Por isso, gosta tanto da DC quanto da Marvel, assim como Star Wars e Star Trek. Ama cinema blockbuster, mas não abre mão de poder assistir um filme alternativo sempre que puder. Não gosta de café. Futebol, política e religião se discutem sim, mas sempre numa boa. Ah, filme favorito? Tubarão (1975), do Spielberg.