[GeekFolia] 5 dicas de Boardgames para o Carnaval

Feriadão de Carnaval chegando, e você não precisa ficar de ressaca, tirar fotos constrangedoras ou contrair doenças venéreas para se divertir. Você pode se reunir com os amigos para um comes e bebes, e depois jogar um jogo de tabuleiro com a turma.

Não vamos falar daqueles jogos tradicionais no Brasil, que consomem uma tarde inteira rolando dados com participantes jogando pra perder só para a partida acabar mais rápido.

Existem excelentes opções no mercado agora, e são tão empolgantes que prendem a atenção por horas, dando a impressão que poucos minutos se passaram.

A Grow oferece os novos clássicos Catan e Carcassonne. São jogos estratégicos de administração, com regras fáceis e ações rápidas.

Catan

 

 

 

Carcassonne

 

 

 

 

 

 

 

Em ambos, o cenário é a construção e a evolução de cidades, não existe um confronto direto entre os jogadores, porém, as ações de um jogador podem atrapalhar o plano dos outros. São jogos leves, sem pressão e baixa rivalidade.

Já a Galápagos oferece jogos com mecânicas mais complexas mas que compensam em muito a primeira partida que se joga só para entender como tudo funciona.

A Guerra dos Tronos consegue trazer todo o clima de intriga e traição para a mesa de jogo. Mais do que administrar bem seus recursos para criar um poderoso exército, os jogadores precisam investir na política, e sacrificar algumas amizades, para conquistar o Trono dos Sete Reinos.

E se os ânimos ficarem muito exaltados com essas intrigas palacianas, os jogadores podem se unir para enfrentar hordas de zumbis em Zombicide. Este jogo é colaborativo, ou seja, os jogadores devem unir suas forças e escolher a melhor estratégia para vencer os desafios que o jogo apresenta automaticamente a cada rodada.

Outra opção para ocupar todo o feriadão é fazer uma campanha de RPG. Entre em contato com seu antigo grupo de jogo para aproveitar esses quatro dias subindo níveis.

O famoso Dungeons & Dragons tem similares, porém, simples ideais para novos grupos de jogo, como o Mighty Blade, produção nacional do Coisinha Verde. Com qualquer historinha básica de goblins atacando a aldeia, ou necromante sequestrando magos, os jogadores conduzirão seus personagens para um jogo de tática e improviso contra os desafios propostos pelo mestre-de-jogo.

E se mesmo com essas 5 dicas ainda existir alguma saudade da zoeira do carnaval, chame seu grupo de jogo para se aventurar pelo RPG Rebeldia sobre Rodas, onde o seu personagem é que vai ficar de ressaca, tirar fotos constrangedoras e contrair doenças venéreas.

Infelizmente, nenhum dos produtos apresentados nessas dicas estão disponíveis nas lojas de brinquedos ou livrarias mais próximas. Até mesmo a Grow teve a estranha decisão mercadológica de disponibilizar seus jogos avançados apenas em lojas especializadas em Boards, Cards e RPG.

Se não tiver uma dessas lojas em sua cidade, só pedindo pela internet, ou seja, não chegarão a tempo para o carnaval.

Conheçam as outras dicas dos RobotGeeks, como por exemplo: games, séries ou filmes para o carnaval, afinal, manter a integridade Geek no carnaval é sempre importante. Vida longa e próspera a todos.

 

Roj Ventura

Roj Ventura foi, em 2001, responsável pelo experimento social “Predacolândia”, realizado em um tanque de 500 litros com diversos animais de água doce. O projeto era pay-per-view, mas a revolta de vários grupos ecológicos levou ao encerramento do experimento em 2004, com a liberação dos animais sobreviventes no Clube de Campo de Catanduva (que foi interditato no mesmo ano, sem divulgação da causa, pelo Departamento Estadual de Zoonoses). Por motivos federais, Roj Ventura mudou-se para o exterior (provavelmente algum país da América Latina) e aguarda a finalização das investigações da “Operação Tucumã” para poder voltar ao país.